top of page

4 tecnologias mais promissoras da Indústria 5.0

Pesquisa de Inovação Semestral (Pintec) demonstrou que 84,9% das indústrias de médio e grande porte utilizam tecnologia digital avançada



Segundo Pesquisa de Inovação Semestral (Pintec), do IBGE, 84,9% das indústrias de médio e grande porte utilizam tecnologia digital avançada. Um exemplo disso, é o uso de tecnologias da chamada Indústria 5.0, uma nova revolução industrial que nasceu para dar um toque humano às inovações trazidas pela Indústria 4.0.


Esse conceito é caracterizado pela combinação de máquinas e pessoas, com o objetivo de agregar valor à produção e desenvolver produtos customizados, que atendam às necessidades específicas dos clientes. É uma inovação com potencial para otimizar a eficiência humana e a facilitar a hiper customização no processo de fabricação.


“Essa nova era abre um leque de oportunidades para as empresas que desejam alcançar novos patamares de competitividade, eficiência e sustentabilidade. As empresas que buscam permanecer competitivas e inovadoras devem adotar soluções que permitam a integração de tecnologias inteligentes, automação e análise de dados”, explica Regis Ataídes, VP de Automação industrial e head de Digitalização da Schneider Electric.


Abaixo o executivo lista as tecnologias envolvidas no avanço da Indústria 5.0 no Brasil:

  • Inteligência Artificial (IA): a indústria 5.0 envolve a integração da tecnologia de IA, tanto virtual quanto robótica, com os seres humanos. Isso permite uma interação mais próxima e eficaz entre humanos e máquinas, possibilitando maior tomada de decisão e resolução de problemas complexos. Além disso, a IA consegue auxiliar na manutenção preditiva, otimização da produção e logística e no desenvolvimento de novos produtos e serviços.

  • Robótica colaborativa: diferentemente da abordagem da Indústria 4.0, na qual a automação era central, a Indústria 5.0 destaca a colaboração entre seres humanos e máquinas. Nesse novo cenário, as máquinas são desenvolvidas para cooperar com a mão de obra humana, potencializando suas habilidades e seus conhecimentos.

  • Internet das Coisas (IoT): é uma das tecnologias centrais, por meio da interconexão de máquinas, sensores e dispositivos em toda a cadeia de valor. A IoT fornece dados em tempo real que auxiliam na tomada de decisões inteligentes e na otimização de processos.

  • Realidade Aumentada (RA) e Realidade Virtual (RV): ferramentas poderosas que estão sendo ainda mais exploradas nessa nova revolução industrial para impulsionar a produtividade, a segurança, a colaboração e a criação de novos modelos de negócios. A RA fornece instruções de trabalho, dados de sensores, modelos 3D e outros elementos visuais que são sobrepostos no ambiente real, guiando e informando os trabalhadores em tempo real. Já a RV transporta os colaboradores para ambientes virtuais realistas, onde podem interagir com objetos e sistemas simulados para treinamento, planejamento e avaliação.

“As empresas que adotam os conceitos da Indústria 5.0 não apenas otimizam seus processos e reduzem custos, mas também abrem portas para inovação, personalização de produtos e a capacidade de atender às crescentes expectativas dos clientes em um mundo cada vez mais digital”, ressalta Regis.

Ao explorar e integrar essas soluções, as companhias estarão bem posicionadas para prosperar em um ambiente de manufatura cada vez mais competitivo e globalizado.


Fonte: Varejo S.A.

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page