Buscar
  • Comunicação ACE Itaúna

BDMG registrou 92% de crescimento no valor total de empréstimos para empresas mineiras no último mês


A crise causada pela pandemia do coronavírus disparou a procura por crédito pelas empresas mineiras. De acordo com o presidente do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), Sérgio Gusmão, nos últimos 30 dias, o banco desembolsou R$ 194 milhões em empréstimos e financiamentos para as empresas mineiras, sendo quase metade desse valor, R$ 92 milhões, foi destinados para as micro e pequenas empresas do estado. De acordo com a entidade financeira, um crescimento de 92% no valor desembolsado pelo banco com relação ao mesmo período em 2019. Gusmão ressaltou que o banco já estava preparado para a crise e destacou os números alcançados. “Desde o fim do ano passado começamos a avaliar a situação do Coronavírus na China. E desde então, já estávamos planejando uma série de linhas especiais para dar suporte à economia mineira, nesse momento de enormes desafios. No dia 8, completamos um mês do programa BDMG Solidário, e alcançamos números muitos satisfatórios em relação ao desembolso. Estamos mostrando por números que o banco está muito atuante”, destacou o presidente do BDMG na live realizada pela Federação das CDLs de Minas Gerais (FCDL-MG), na última semana. Tal empenho foi elogiado pelo governador do estado, Romeu Zema, que elogiou os esforços do banco na manutenção das empresas e da economia de Minas. “Desde que eu assumi o Governo de Minas, determinei que o BDMG fosse, de fato, protagonista no desenvolvimento do estado. O banco cresceu, principalmente, nos empréstimos para as micro e pequenas empresas e prefeituras. Num momento como este, que a arrecadação dos municípios está reduzindo, nada melhor que ter acesso a essas linhas de crédito”, ressaltou Romeu Zema em coletiva na última terça-feira, 12. Parceria BDMG com a FCDL-MG e CDLs do estado Parte deste valor liberado, inclusive, é proveniente da parceria entre BDMG e FCDL-MG. Apenas nos 4 primeiros meses do ano, nossas CDLs que são credenciadas pelo banco como Correspondente Bancário aprovaram cerca de R$ 10,6 milhões em financiamentos. Um total de 305 propostas liberadas em todo o estado por intermédio das nossas entidades. Trabalho esse que foi destacado pelo Superintendente de Micro e Pequenas empresas do banco, Thiago Tavares. “Temos uma parceria muito forte com a FCDL-MG, que é um dos nossos principais parceiros. Quero destacar também a importância que as CDLs têm para o BDMG. Temos uma demanda crescente por crédito e novas CDLs fazendo parte do quadro de parceiro dos bancos. Essa é uma rede muito forte , que tem uma atuação importantíssima junto ao banco”, avaliou. Atualmente temos 80 CDLs atuando como Correspondente Bancário em todo o estado. Para que todas estejam aptas a atender da melhor forma possível os empresários associados, o BDMG e Federação irão promover um treinamento para todas as CDLs que são COBAN, apresentando todas as linhas de crédito e especificidades técnicas necessárias para a solicitá-las. Além disso, o Superintendente Thiago Tavares ressaltou que o banco está 100% a disposição de cada um dos nossos Correspondentes Bancários, atuando em todas as áreas necessárias. “Nossos gerentes de relacionamento estão 100% disponíveis para prestar atendimento às CDLs, para que assim elas consigam atender melhor sua região. Desde orientações técnicas, criações de peças, até promoções de lives para auxiliá-las no processo. Estamos com um esforço enorme para que todas essas soluções financeiras que o banco está trabalhando chegue ao empresário. Estamos 100% de portas abertas”, destacou. Crédito chegando na ponta Como já confirmaram os números, o crédito oferecido pelo banco tem, sim, chegado aos empresários mineiros. Porém, ainda assim, muitos têm reclamado por não estarem conseguindo ter acesso às linhas de crédito do BDMG. O primeiro e principal motivo, é claro, o aumento na demanda. Mas além disso, existem outros fatores que podem influenciar na liberação ou não do crédito, como apontou o economista chefe da instituição financeira, Adauto Modesto Junior. “O banco, quando ele recebe um pedido de credito, ele vai fazer uma análise bastante objetiva em relação ao perfil do cliente que está solicitando. Ele vai fazer a adequação entre a demanda e os produtos oferecidos pelo banco, utilizando uma série de modelos de analise, inclusive do risco envolvido naquela operação”, afirmou. “Nós somos uma instituição regulada por uma serie de normativas do Banco Centro e por resoluções do Conselho Monetário Nacional, e por dever de ofício, para preservar a instituição e a capacidade da gente continuar atuando como um banco de desenvolvimento em prol da economia de Minas Gerais, há alguns cuidados e procedimentos necessários que devemos observar para fazer a analise das operações e adequar a nossa atuação”, completou. “Mas é sempre com o espirito de atender o cliente que nos procura não há nenhum outro objetivo na nossa atuação que prover o credito adequado as empresas de Minas Gerais, ainda mais num contexto como esse. Mas há critérios que devem ser adotados pra prover não só o bem não do banco, mas do cliente que está nos procurando” finalizou. Linhas de crédito BDMG SAÚDE Abertura de três linhas de crédito específicas para empresas de todos os portes do setor de saúde.

  • MPE com faturamento de até R$ 4,8 MM/ano;

  • MPE com faturamento entre R$ 4,8 MM e R$ 30 MM/ano;

  • Médias e Grandes empresas com faturamento acima de R$ 30 MM/ano.

TURISMO Redução das taxas e melhoria de prazos para empresas* do setor de turismo.

  • Taxas: reduzidas de 0,57% + INPC ao mês para 0,41% + INPC ao mês;

  • Prazos: até 48 meses, com o dobro de carência (de 6 meses para 12 meses;

  • Valor de financiamento: até 1 milhão.

*Linha recentemente expandida para empresas médias e grandes. BDMG SOLIDÁRIO As condições especiais do BDMG Solidário, antes válidas somente para empresas do segmento de saúde, agora passam a valer para as MPE de todos os municípios mineiros.

  • Taxa: a partir de 0,83% ao mês;

  • Prazos: até 48 meses, com 6 meses de carência;

  • Limite: R$ 100 mil por cliente.

EMPREENDEDORAS DE MINAS As condições especiais do Empreendedoras de Minas lançadas para o mês de março voltaram a vigorar desde 16 de abril. É uma linha de crédito para capital de giro que visa apoiar as micro e pequenas empresas que tenham participação feminina no capital social igual ou superior a 50%, há pelo menos seis meses.

  • Taxa: a partir de 0,80% ao mês;

  • Prazos: até 48 meses, com 6 meses de carência;

  • Limite: R$ 200 mil por cliente.

Para mais informações sobre cada uma das linhas de crédito BDMG, fale com o seu Correspondente Bancário ou acesse o site: www.bdmg.mg.gov.br FONTE: FCDL MG

0 visualização
Acompanhe nossas Redes Sociais:
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
© Todos os direitos reservados | Comunicação ACE Itaúna 2020.