top of page

Dia dos Pais: ainda há tempo de se preparar para a data



O mês de agosto chegou e está cada vez mais próximo o Dias dos Pais, que está entre as datas comemorativas mais importantes do Brasil. É um bom momento para investir no seu negócio, atrair clientes e melhorar as vendas. “Para os comerciantes, é um período importante para aquecer as vendas, já que há muita procura de itens presenteáveis para os paizões. E quem comercializa esses itens tem a oportunidade de escalar suas vendas, ter mais clientes, descobrir novos produtos e serviços e aumentar sua carteira de novos compradores. Para o Varejo, é uma data de suma importância”, afirma Cléber Brandão, especialista em Gestão de Negócios Varejistas.


Celebrada no segundo domingo de agosto, que em 2023 será no dia 13, a data deve movimentar R$26,94 bilhões no comércio em 2023, de acordo com o levantamento feito recentemente pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e o SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito), em parceria com a Offerwise Pesquisas. É, portanto, um momento do ano que os comerciantes não podem deixar de se planejar e se preparar para atender à demanda dos consumidores e faturar muito.


“Se antecipar ao processo de venda também é importante. Além disso, é preciso saber em que momento abordar o consumidor, ou seja, quando iniciar a campanha. O segredo é não fazer algo massivo, enviando informações todos os dias, pois também não é algo atrativo. É preciso saber dosar as comunicações”, orienta Marcelo Reis, especialista em Gestão Empresarial e diretor-executivo da MR16.


A equipe do portal Varejo S.A. conversou com os dois especialistas em Varejo, e reuniu oito dicas que vão engajar a clientela e aumentar o número de vendas. Confira:

1. Planejar com antecedência Muitos lojistas deixam para falar do Dia dos Pais duas ou até uma semana antes da data e perdem um tempo precioso, já que os consumidores começam a pensar nessa data no início de julho. Esse planejamento é essencial para o aumento do lucro, uma vez que, ao comprar com antecedência, o comerciante pode negociar preços melhores com o fornecedor. É preciso prestar atenção também nos clientes que deixam para fazer as compras de última hora. Prepare kits e opções presentes com valores diferenciados para atender rapidamente a esse público, algo que não exija do consumidor um deslocamento ou até que facilite o processo da compra (entrar na loja/escolher o produto/pagar/sair da loja).

2. Apresentar as tendências do mercado Essa data funciona como um termômetro: permite aos comerciantes compreender a propensão dos clientes em fazer compras e gastar nos próximos meses. É o momento para os lojistas entenderem como está o mercado e definir o estoque de fim de ano. Deve-se ainda ouvir o que o cliente quer e acompanhar as tendências. Para isso, nada melhor do que conversar com os compradores, a fim de descobrir o que esperam em termos de presentes e serviços.

3. Esteja conectado as redes sociais da empresa Vivemos no período da experiência e o consumidor não quer mais só comprar um produto, mas sentir, conectar e engajar. Para isso, as redes sociais contribuem muito para atrair os consumidores e mostrar o que o seu negócio tem de diferente. Manter as redes sociais atualizadas, entrando no clima paterno, é uma forma de comunicar a chegada da data. Não é apenas postagens de produtos e promoções de itens a venda, mas comunicar com o coração, mostrando a importância do pai na vida de uma pessoa.

4. Invista em promoções Criar combos promocionais e sugestões de presentes podem ajudar no giro da mercadoria, já que o consumidor tem uma certa indecisão sobre o que comprar. Inove nos produtos e serviços, trazendo novidades todos os anos e, inclusive, com uma boa decoração de vitrine e loja. Por exemplo: promover concursos nas redes sociais, em que a foto mais curtida ou mais comentada irá ganhar um presentão. Outra ação para atrair cliente é a parceria com influenciadores que falam diretamente para o seu público-alvo. Porém, é importante ter atenção na hora de contratar esses profissionais e verificar se realmente possuem engajamento nas redes sociais.

5. Explore o campo de produtos personalizados O consumidor busca maneiras de se identificar com a marca e quer que as campanhas sejam feitas pensando neles, ou seja, não admitem que sejam massificadas. Por isso, apostar em personalização é um bom negócio. No campo da experiência, o cliente pode escolher levar algo personalizado para o seu pai. Se o negócio for físico, pode criar uma ação para que o filho leve o pai para escolher o presente, e como “recompensa”, o comprador ganha um brinde. A loja pode ainda investir em um espaço instagramável ou produzir um simples backdrop – painel grande com uma imagem impressa – com frases que remetam ao amor de pai e seu significado. A medida vai trazer mais clientela para dentro da loja e engajamento para o negócio nas redes sociais. Os sorteios, com produtos que os homens gostariam de ganhar, também podem melhorar as vendas e o faturamento no Dia dos Pais. Questione aos seus os clientes mais próximos o que gostariam de dar a seus pais e defina as regras da “promoção”. Sortear bicicletas, TVs, equipamentos e acessórios e até mesmo um pacote de viagem, costumam atrair o interesse dos consumidores.

6. Inclua os diversos tipos de pais e diferenciais Não podemos esquecer dos tipos diferentes de pais: pais de sangue, padrastos, pais de pet, tios que são pais, mães que também fazem as vezes de pais, avós e pessoas que consideramos como pais também. Isso é um grande diferencial, até porque existe o consenso de que pai é aquele que cria, não é mesmo?! Algo de suma importância que devemos salientar dentro da experiência de compra é o serviço de entrega rápida. Esse é um diferencial que o negócio não pode abrir mão. Para quem vende online, uma boa opção é contratar serviços de entregas ágeis, o que pode beneficiar àqueles que deixam para comprar de última hora. Oferecer frete grátis também é uma boa opção para chamar a atenção dos clientes. Pode-se oferecer o benefício em compras acima de um determinado valor.

7. Use e abuse do atendimento humanizado O chamado “bom atendimento” ou “atendimento humanizado” vai muito além de sorrir e ser proativo para os clientes. O verdadeiro significado está em oferecer aquilo que realmente fará a diferença na vida de quem está comprando e mostrando para o consumidor o quanto o presente deixará seu pai feliz. A sinceridade na hora da venda é fundamental. Mesmo que você venda um pouco menos no primeiro momento, ganhará a confiança dos clientes, que se sentirão seguros e vão querer comprar de você de novo a longo prazo. Isso é algo que fideliza.

8. Garanta a fidelização do cliente Podem ajuda na atração de clientela no Dia dos Pais a utilização de mecanismos de fidelização, como cartão fidelidade ou até mesmo os programas de fidelidade, que são mais modernos. A vantagem da iniciativa é a construção de um cadastro de clientes, o que facilitará o contato futuro, oferecendo outros produtos e serviços ou até mesmo para lembra-lo da data e sugerir ideias de presentes, no ano seguinte. A meta é trazê-los de volta para dentro da loja.

Origem do Dia dos Pais Mas, como surgiu o Dia dos Pais? E por que no Brasil é no segundo domingo do mês de agosto? Acredita-se que a data comemorativa surgiu na Babilônia, quatro mil anos atrás, quando Elmesu, filho do rei Nabucodonosor, teria moldado em argila o primeiro cartão do Dia dos Pais, desejando saúde, sorte e vida longa. No entanto, a data só foi popularizada nos Estados Unidos, em 1910, após Sonora Louis Dodd enviar uma petição à Associação Ministerial de Spokane, em Washington, para tornar o dia 19 de junho a data oficial dos Dias dos Pais. O seu objetivo era homenagear o seu pai, William Jackson Smart – veterano da Guerra Civil Americana e nascido em 19 de junho –, por tê-la criado sozinho. Sonara perdeu a mãe ainda muito pequena. No Brasil, Cléber Brandão explica que a data veio com a missão de movimentar o Comércio. Criado pelo diretor-geral do Jornal O Globo, Sylvio Bhering, inicialmente, a data foi comemorada em 16 de agosto, quando era celebrado o aniversário de São Joaquim, avô de Jesus. No entanto, posteriormente, o segmento de Comércio e Serviços estabeleceu a comemoração no segundo domingo do mês de agosto, afim de gerar vendas bem antes do período.

FONTE: VAREJO S.A.

0 visualização0 comentário

תגובות


bottom of page