Buscar
  • Comunicação ACE Itaúna

Itaúna participa de reunião com Governo de Minas sobre atualização do Plano Minas Consciente

O Vice Presidente da Federação das CDLs de Minas para a Região Centro Oeste, Maurício Nazaré, reforçou a importância do olhar do estado para o interior de Minas

Em reunião realizada nesta sexta-feira (17/07), o presidente do CDE Itaúna e da CDL Itaúna, vice Presidente da ACE Itaúna e vice Presidente da Federação das CDLs de Minas para a Região Centro Oeste, Maurício Gonçalves Nazaré, participou de reunião por videoconferência com o Governador Romeu Zema, o secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passálio, o subsecretário de Desenvolvimento Regional, Douglas Cabido, além de entidades do estado que fazem parte do G11, em discussão sobre a nova fase do programa “Minas Consciente”.

A proposta criada pelo Governo de Minas Gerais, por meio das secretarias de Desenvolvimento Econômico (Sede) e de Saúde (SES-MG), sugere a retomada gradual de comércio, serviços e outros setores, tendo em vista a necessidade de levar a sociedade, gradualmente, à normalidade, através de adoção de um sistema de critérios e protocolos sanitários, que garantam a segurança da população.

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais deferiu liminar no dia 9 de julho pedida pelo Ministério Público estadual, para que os municípios mineiros sejam obrigados a aderir compulsoriamente ao programa. Essa ação acabou mobilizando municípios, pois influencia na abertura de empresas, já que cidades que conseguiram controlar a pandemia e investiram em saúde pública, podem ser diretamente afetadas por pertencer a uma macrorregião que esteja em condições contrárias.

“O programa tem como proposta restabelecer a economia, sendo referência para municípios e entidades. Neste momento, entendemos que para atender a todos, é preciso uma adequação, por isso, abrimos diálogo com entidades classistas para construirmos juntos esta nova fase”, comentou Romeu Zema em sua fala.

A principal proposta defendida pela FCDL - MG e CDE Itaúna, bem como suas entidades (ACE Itaúna, CDL Itaúna, Sindicomércio, Sicoob Centro-Oeste, Sindimei e Aconita), é a adaptação do Plano Minas Consciente considerando microrregiões, a fim de analisar melhor as condições reais da situação local.

O Vice-presidente da FCDL - MG, presidente do CDE e da CDL Itaúna, Maurício Nazaré, reforçou esse propósito. “A nossa proposta é comum com as entidades parceiras que representam as empresas no âmbito estadual. O estado de Minas Gerais é muito grande, contém 853 municípios, cada região, município tem hoje uma realidade que é sua particularidade. Os municípios que estão em condições de controle da pandemia, que se prepararam para o pico ou platô, como Itaúna se preparou, não podem ser afetados por pertencerem a uma macrorregião que contenha outras localidades em condições diferentes que estamos vivendo”, destacou.

O secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passálio, adiantou que nesse sentido algumas ações já estão no radar do governo. “Além de considerarmos as microrregiões, estamos buscando outras ações, como adiantar aos pequenos municípios a possibilidade de poderem considerar a última onda do programa, como sua realidade, promovendo maior flexibilidade”, declarou.

Fernando Passálio comentou que esta reunião é uma primeira intervenção para ouvir as demandas das entidades participantes, lembrando que até dia 22/07 estarão colhendo sugestões de melhoria para adaptação do programa a realidade atual momento que até dia 29 de julho serão apresentadas as novas adaptações do programa Minas Consciente, pelo Governo de Minas. “Reforço que a participação de todos é fundamental para termos este novo propósito do programa em execução”. As demandas dos municípios e dos prefeitos podem ser enviadas até a próxima quarta-feira (22) pelo site www.consultapublica.mg.gov.br.

Participaram da reunião representantes das entidades FCDL-MG (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Minas Gerais), Federaminas (Federação das Associações Comerciais de Minas Gerais), Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), SETCEMG (Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas e Logística de Minas Gerais), FAEMG (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais), FIEMG (Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais), Sebrae, ACMinas (Associação Comercial de Minas), CDL BH (Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte), OCEMG (Organização das Cooperativas do Estado de Minas Gerais) e AMIS (Associação Mineira de Supermercados).

0 visualização
Acompanhe nossas Redes Sociais:
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
© Todos os direitos reservados | Comunicação ACE Itaúna 2020.