Buscar
  • Comunicação ACE Itaúna

Governo anuncia mudanças no Minas Consciente e sugestão da FCDL-MG é atendida


O Governador de Minas Gerais, Romeu Zema, anunciou, na tarde desta quarta-feira (29), as mudanças no plano de retomada das atividades econômicas do estado, o Minas Consciente. As novas regras passam a valer a partir do dia 1º de agosto e todas as atividades terão, a partir desta data, um protocolo único e novos indicadores de taxa de incidência, que ainda serão divulgados.

Neste dia 30 de julho ainda serão divulgadas as ondas conforme metodologia anterior, cabendo aos municípios observarem as regras em vigor até então.

As principais mudanças são:

  • Protocolo único;

  • Diminuição de 4 para 3 ondas;

  • Revisão dos indicadores;

  • Nível de análise microrregional (agrupamentos);

  • Tomada de decisão municipal dentro dos critérios do Plano;

  • Recorte para municípios abaixo de 30 mil habitantes;

Destaque para o novo nível de analise microrregional. Os municípios poderão ser agrupados tanto em microrregiões, quanto em macrorregiões, podendo o prefeito de cada cidade escolher em qual delas se inserir. Serão 14 macrorregiões e 62 microrregiões, criadas especialmente para atender ao plano Minas Consciente.

A mudança vem após um pedido direto da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Minas Gerais ao governador. Além disso, a demanda foi reforçada pelas CDLs mineiras na consulta pública aberta pelo governo na última semana. O Secretário Adjunto de Desenvolvimento Fernando Passalio ressaltou a contribuição da FCDL-MG para a reestruturação do plano.

“Gostaria de enfatizar a importância que as entidades empresariais tiveram nessa consulta pública que fizemos para aprimorar O Minas Consciente. Queria muito destacar a participação, a importância que a FCDL-MG teve nesse contexto, com contribuições que com certeza vão elevar o nível do plano, e melhorar ainda mais a condição da retomada da economia de forma responsável do comércio e do varejo em nosso estado”, destacou Passalio.

O presidente da FCDL-MG, Frank Sinatra, celebrou a reformulação e se mostrou otimista quanto ao futuro do plano.

“A nova fase do Minas Consciente é mais uma grande conquista para o comércio e população de Minas. Além de se adequar a realidade do nosso estado, com o novo agrupamento por microrregiões, dada a dimensão de Minas Gerais, facilita a compreensão e adequação às normas com a redução de ondas e unificação de protocolos. E enquanto ela traz boas perspectivas para a classe empresarial na retomada das atividades, continua com a responsabilidade de garantir a saúde e segurança de todos os mineiros”, comemorou Sinatra.

Mudança na classificação de cores

Outra grande mudança no plano é classificação de cores das ondas e redução de 4 ondas para 3. Passam a vigorar as ondas Vermelha, Amarela e Verde, sendo a primeira a mais restritiva e a última menos, como um sinal de trânsito, como destacou o governador.

  • Onda Vermelha: essenciais;

  • Onda Amarela: não essenciais de menor risco;

  • Onda Verde: segmentos não essenciais de maior risco.

Cidades com menos de 30 mil habitantes

Além disso, o governador anunciou que municípios com população inferior a 30 mil habitantes que aderirem o programa terão ainda um tratamento diferenciado.

“Sabemos que uma das principais maneiras de se contaminar é o transporte coletivo. E grande parte das cidades não possuem este tipo de transporte. Elas se locomovem em transportes particulares. Então essas cidades terão um tratamento diferente”, destacou Romeu Zema.

Estes municípios já poderão ir diretamente para a segunda onda (amarela), desde que sua taxa de incidência não esteja superior a 50 casos para cada 100 mil habitantes, nos últimos 14 dias.

Indicadores

O Minas Consciente será norteado por um protocolo único. Para determinar os níveis atribuídos aos municípios, uma série de critérios será levada em conta.

Os indicadores municipais, analisados semanalmente pelo comitê de enfrentamento à infecção, são:

  • taxa de incidência do coronavírus;

  • taxa de ocupação geral de leitos;

  • taxa de ocupação dos leitos destinados aos infectados; leitos por 100 mil habitantes;

  • índice de transmissão da doença (Rt);

  • percentual do aumento de incidência da doença;

  • quantidade de testes positivos.

O Governo anunciou ainda que fará uma segunda live, nesta quinta-feira (30) as 18h (acompanhe pelo canais oficiais), para tirar dúvidas quanto ao programa e sua nova fase.

Confira aqui a live completa desta quarta-feira!


Todos os detalhes do plano ainda serão liberados. Em breve divulgaremos mais informações. 

FONTE: FCDL MG

0 visualização
Acompanhe nossas Redes Sociais:
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
© Todos os direitos reservados | Comunicação ACE Itaúna 2020.